Ataque cardíaco. O que é, causas e sintomas

O que é um Ataque Cardíaco?

Um ataque cardíaco, ou enfarte do miocárdio, é uma emergência médica grave que ocorre quando o fluxo sanguíneo para uma parte do coração é bloqueado por um período prolongado, causando danos ou destruição do músculo cardíaco. Esta condição é uma das principais manifestações das doenças cardiovasculares, sendo uma das principais causas de morte em Portugal e no mundo.

Contexto Global e Nacional

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em Portugal, não é diferente. De acordo com dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), as doenças do aparelho circulatório, que incluem os ataques cardíacos, representam cerca de 30% de todas as mortes no país.

O que Causa um Ataque Cardíaco?

A causa mais comum de um ataque cardíaco é a doença arterial coronária (DAC), onde ocorre o acúmulo de placas de gordura, colesterol e outras substâncias nas paredes das artérias coronárias. Esse acúmulo, conhecido como aterosclerose, pode restringir o fluxo sanguíneo. Se uma placa se romper, pode formar-se um coágulo que bloqueia a artéria, causando um ataque cardíaco.

Um ataque cardíaco ocorre quando uma ou mais artérias coronárias ficam bloqueadas. As artérias coronárias são responsáveis por fornecer sangue rico em oxigénio ao coração. Quando estas artérias são bloqueadas por placas de gordura (aterosclerose) ou coágulos, o fluxo sanguíneo é interrompido, levando à morte das células cardíacas.

Fatores de Risco

Os principais fatores de risco para um ataque cardíaco incluem:

  1. Hipertensão Arterial: A pressão arterial elevada pode danificar as artérias ao longo do tempo, tornando-as mais suscetíveis à aterosclerose.
  2. Colesterol Elevado: Níveis elevados de colesterol LDL podem levar à formação de placas nas artérias.
  3. Diabetes: A diabetes pode danificar os vasos sanguíneos e aumentar o risco de aterosclerose.
  4. Tabagismo: Fumar danifica as artérias e reduz a quantidade de oxigénio no sangue.
  5. Obesidade: O excesso de peso aumenta o risco de hipertensão, colesterol alto e diabetes.
  6. Sedentarismo: A falta de exercício físico regular pode contribuir para a obesidade e doenças cardiovasculares.
  7. História Familiar: Uma história familiar de doenças cardíacas aumenta o risco individual.

Sinais e Sintomas

Reconhecer os sinais de um ataque cardíaco é crucial para procurar por ajuda imediata. Os sintomas podem variar entre indivíduos, mas os mais comuns incluem:

  • Dor no Peito: Sensação de aperto, pressão ou dor no centro, ou no lado esquerdo do peito.
  • Falta de Ar: Dificuldade em respirar, muitas vezes acompanhada de dor no peito.
  • Náuseas e Vómitos: Sensação de mal-estar que pode levar ao vómito.
  • Suores Frios: Transpiração intensa e fria.
  • Dor noutras Partes do Corpo: Dor ou desconforto em um, ou ambos os braços, costas, pescoço, mandíbula ou estômago.

Sintomas em Mulheres: As mulheres podem apresentar sintomas diferentes ou menos típicos, como fadiga extrema, desconforto abdominal, dor nas costas ou no pescoço.


artigo DOC fibrilhação ventricular

 

Fibrilhação ventricular. O que é?

Veja o artigo aqui

 


O que Fazer Durante um Ataque Cardíaco

Se você ou alguém próximo apresentar sintomas de um ataque cardíaco, siga estes passos:

  • Chame uma Ambulância: Ligue para o número de emergência imediatamente.
  • Mantenha a Calma: Sente-se e mantenha a calma enquanto espera ajuda.
  • Aspirina: Se indicado, mastigue uma aspirina para ajudar a reduzir a coagulação do sangue (apenas se não houver contraindicações e se indicado pelo profissional de saúde).

Diagnóstico de um Ataque Cardíaco

No hospital, os médicos realizarão vários exames para confirmar um ataque cardíaco:

  • Eletrocardiograma (ECG): Regista a atividade elétrica do coração e pode mostrar áreas de dano.
  • Exames de Sangue: Medem níveis de troponina e outras enzimas que indicam danos ao músculo cardíaco.
  • Angiografia Coronariana: Utiliza um corante especial e raios-X para visualizar bloqueios nas artérias coronárias.

Solução completa de desfibrilhação para a sua instituição. Inclui: Desfibrilhador Manutenção completa formação sbv-dae Licenciamento PNDAE. Conheça a nossa solução

Tratamento

O tratamento imediato visa restaurar o fluxo sanguíneo para o coração:

  • Medicamentos: Incluem trombolíticos (para dissolver coágulos), aspirina (para prevenir novos coágulos) e outras drogas para estabilizar a condição.
  • Angioplastia e Stents: Procedimentos para abrir artérias bloqueadas e manter o fluxo sanguíneo.
  • Cirurgia de Revascularização: Também conhecida como bypass, cria novos caminhos para o sangue fluir ao redor das artérias bloqueadas.

Para o longo prazo, os pacientes podem precisar de:

  • Medicamentos: Para controlar fatores de risco e prevenir futuros ataques.
  • Mudanças no Estilo de Vida: Dieta saudável, exercício regular e cessação do tabagismo.

Prevenção

Prevenir um ataque cardíaco é possível com mudanças no estilo de vida e controlo de condições médicas:

  • Dieta Saudável: Rica em frutas, vegetais, grãos integrais e proteínas magras.
  • Exercício Regular: Pelo menos 150 minutos de atividade moderada por semana.
  • Evitar Tabaco e Álcool: Parar de fumar e limitar a ingestão de álcool.
  • Controlo Médico: Monitorizar e tratar hipertensão, diabetes e colesterol elevado.
  • Gestão do Stress: Praticar técnicas de relaxamento e gestão do stress.
  • Controle do Peso: Manter um peso saudável.

Conclusão

Os ataques cardíacos são uma ameaça séria à saúde pública em Portugal e no mundo. Compreender os fatores de risco, reconhecer os sinais e sintomas, e adotar medidas preventivas são essenciais para reduzir a incidência desta condição. A educação contínua e a implementação de políticas de saúde eficazes são fundamentais para combater esta epidemia silenciosa.

 


O que são as doenças cardiovasculares?

 

Doenças cardiovasculares. O que é?

Veja o artigo aqui

 


 

Referências:
https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/the-top-10-causes-of-death

https://www.chlc.min-saude.pt/wp-content/uploads/sites/3/2017/10/DGS_PNDCCV_VF.pdf

https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/heart-attack/symptoms-causes/syc-20373106

https://www.nhlbi.nih.gov/health/heart-attack